O artista Angel Ihosvanny apresenta a sua mais recente intervenção no dia 8 de Julho, pelas 18 horas, no Maianga Office Park, em Luanda, denominada 'Desafectados'.

A apresentação vai ser um prédio inacabado que vai espelhar o olhar de Angel Ihosvanny sobre o fim do que se diz novo e o antigo desconectado. “Desafectados” é a intervenção do artista no “espaço” e no “tempo”.

A arquitectura volta a ser a base de observação e ponto de partida, tal como nas suas últimas exposições. Ainda que agora, Ihosvanny Cisneros retrate questões como a acumulação de resíduos, as ruínas que se transformam em seres “inertes” e “intemporais” que testemunham o passo e a marca dos viventes pelas cidades.

Neste sentido, o artista faz a leitura da urbe em camadas, onde diferentes estilos, espaços e realidades convivem sem ordem nem lógica, onde o caos e a normalidade coabitam.

Ihosvanny aborda a paisagem urbana penetrando o espaço e converte a exposição numa viagem pela sua obra. Combinando a pintura, instalação e vídeo, o artista consegue transmitir a sua preocupação pela pandemia da actual época de desinformação, reflectida pela excessiva quantidade de informação que recebemos e que acaba por distorcer a realidade do mundo à nossa volta.

Angel Ihosvanny Cisneros nasceu na província do Moxico, em 1975. Integra-se na nova geração de artistas angolanos nascidos pós-independência.

Ihosvanny Cisneros conta com mais de uma dúzia de exposições (individuais e colectivas) apresentadas em Angola, Portugal, Espanha, Brasil, Itália, Uganda, EUA e França. As obras de Ihosvanny integram, também, várias colecções institucionais e privadas, entre elas: Fundação Sindika Dokolo, Fundação Ellipse e Fundação PMLJ.