Durante um encontro com a secretária de Estado da Cultura, Maria da Piedade de Jesus, o primeiro conselheiro da embaixada da RDC em Angola, Ngalusay Mfidi Thomas, recebeu informações sobre os passos dados para a realização do evento, que vai juntar a cultura angolana, gabonesa, congolesa democrática e de Brazzaville.

Durante as festividades estão previstas, entre outras actividades, uma feira do livro, do artesanato, gastronomia, atelier culturais, exposições, shows, workshops, desfiles de moda.

O diplomata, que considerou como “uma grande recompensa” a classificação do Centro Histórico de Mbanza Kongo como património mundial, confirmou a presença do seu país no evento.

O Ministério da Cultura (Mincult) está apostado em transformar o Centro Histórico de Mbanza Kongo, antiga capital do Reino do Kongo, num centro turístico cultural.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.