Orçado em 19 milhões de euros, sendo 17,7 milhões financiados pela União Europeia, 1,2 milhões pelo Camões - Instituto da Cooperação e da Língua (organismo do Governo português que gere o projeto) e 90 mil euros pela Fundação Calouste Gulbenkian, este projeto pretende apoiar projetos para criação de emprego, formação, reforço das capacidades dos agentes culturais, dos artistas, da mobilidade na área cultural e na área do desenvolvimento nos países africanos lusófonos e em Timor-Leste.

"Atento ao contexto particularmente frágil do setor cultural e dos artistas nestes países", o Procultura anunciou hoje que adaptou as atividades para contribuir "para a mitigação dos impactos económicos e sociais da pandemia" do novo coronavírus.

Uma das adaptações passou pela extensão do prazo de candidaturas até 30 de abril do "Diversidade", um "instrumento de subvenções para pequenos projetos que contribuam para o emprego e diversidade cultural, aberto aos setores público e privado, em Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste".

"Os operadores culturais dos PALOP e Timor-Leste podem conceber ou rever agora as suas propostas à luz das consequências económicas e sociais, dificuldades ou eventuais oportunidades criadas pelas medidas de emergência de saúde pública nas suas áreas de atividade", lê-se no comunicado do projeto.

Por seu lado, continuam abertas até 1 de julho as candidaturas para atribuição de bolsas internacionais de licenciatura e mestrado para o próximo ano letivo, nas áreas da música e artes cénicas.

"Se as medidas de emergência de saúde pública que limitam a circulação internacional não forem levantadas a tempo do início do ano letivo, as candidaturas serão automaticamente consideradas para o próximo ano", refere a nota.

As inscrições para os cursos intensivos sobre Empreendedorismo Cultural e Fontes de Financiamento em São Tomé e Príncipe e Timor-Leste, para profissionais da economia criativa e cultural, continuam abertas, sendo que poderão realizar-se online ou, caso sejam levantadas as medidas globais de limitação da circulação de pessoas, serão retomados presencialmente nos países.

Estão abertas as inscrições para o curso de Pedagogia e Didática da Literatura Infantojuvenil em Moçambique, para educadores, professores e profissionais das escolas de formação inicial de professores.

"Logo que sejam levantadas as medidas globais de limitação da circulação de pessoas, a data do curso em Moçambique será anunciada", prossegue a nota informativa.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da COVID-19, já infetou mais de 1,3 milhões de pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 75 mil.

Dos casos de infeção, cerca de 290 mil são considerados curados.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.