Trata-se de Carla  Moreno, Cláudia Wime, Wilder Amado, Josina Ngeto, Stévio Hélvio, Márcia Augusto, Tyller, Jlo Jordânia, Konstatino e Heróides Domingos, cujas propostas musicais foram aprovadas entre 130 concorrentes.

Para o efeito, a organização teve em conta um casamento entre o tradicional e o moderno ocidental, de acordo com a directora executiva do festival, Carla Romero.

Informou ser o músico convidado Ndaka yo Wine, considerado um artista investigador que tem como linha musical o género tradicional, enquanto o júri será composto por Raul  Fernandes, Alcino Semedo, Lito Costa e Marta Santos.

De acordo a organização, serão premiados os melhores em cincos categorias, nomeadamente produção, voz, letra, melodia e interprete.

Segundo o regulamento, o Festival da Canção de Luanda privilegia a canção entendida como género literário do modo lírico, valorizando a melodia, a harmonia e o ritmo (lento e moderado).

Realizado por ocasião do aniversário da emissora Luanda Antena Comercial (LAC), a 25 de Setembro, o festival tem por objectivo incentivar a criação deste género, procurando uma simbiose entre o tradicional angolano e o moderno universal e apoiar o desenvolvimento de originais de qualidade.

É um concurso anual de compositores de canções, que abrange todo o território nacional e visa também contribuir para a consciencialização e respeito pelos valores artísticos da sociedade.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.