Composto  por dez actores, o colectivo retrata neste trabalho a história de um jovem que vive com duas mulheres na mesma casa, há sete anos, e uma delas tenciona eliminar a rival, recorrendo ao feitiço.

Manuel Feliciano, director deste colectivo, disse à Angop, hoje, quinta-feira, que o amor acaba por impedir o êxito do feitiço.

Criado em 2003, colectivo de Artes Madiwano já exibiu mais de 20 peças, dentre as quais, “Bebe Gigante”, “Amor de rosas”, “ Maka no Alambamento” e “Vale apenas tentar”.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.