Em entrevista à Angop, à margem da Mesa redonda sobre o Livro, a responsável sublinhou que a instituição possui uma área reservada para a literatura infantil, que tem registado cada vez mais um número considerável de leitores.

Diana Lukumba assegurou que a biblioteca tem um acervo considerável de livros literários infantis, quer de escritores nacionais como internacionais.

Por sua vez, o administrador do Clube do Livro, Miguel Garrido, advogou a conjugação de esforços entre os diferentes actores sociais, com realce para as famílias e escolas, visando a criação de estímulos à leitura na infância.

Segundo ele, o incentivo a leitura desde cedo contribui no crescimento psíquico-mental dos petizes, na cultura geral dos mesmos, bem como na construção de uma sociedade equilibrada.

A mesa redonda sobre o Livro teve como objectivo realçar a sua  importância e da leitura na sociedade, reflectir sobre a profissão do livro em Angola, sobretudo infantil, fomentar a produção e promoção do livro e articular experiências e esforços do Executivo  e da sociedade civil no  fomento das actividades comerciais e industriais relacionadas com o livro.

O evento, promovido pelo Instituto Nacional das Indústrias Culturais e Criativas, visou celebrar o dia mundial do Livro Infantil, que hoje se comemora, e dos Direitos de Autor (23 de Abril).

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.