De acordo com o seu reponsável, José Kulanda, que falava à ANGOP sobre as linhas de força do seu mandato de três anos, o programa incluiu a organização de colectâneas, antologias poéticas, ensaios, dramaturgia e literatura tradicional Nganguela.

Para o efeito, conta com o contributo da classe empresarial, por ter um papel preponderante na execução de projectos de desenvolvimento das comunidades.

A nova direcção conta com cinco membros, entre os quais coordenadores administrativo e financeiro, do conselho fiscal, actividades culturais, bem como da área editorial.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.