Para além de renomados escritores angolanos, haverá a presença da curadora da maior Festa Literária do Brasil e do Ministro da Cultura de Cabo Verde.

De acordo ao comunicado enviado para o SAPO, nesta segunda edição, os curadores do Festival Literário, o escritor angolano José Luís Mendonça e a Diretora do CCBA, Nidia Klein, definiram os seguintes temas para serem discutidos entre os mais de 17 convidados para comporem os debates:

Mediadores do Processo de Leitura
1. As problemáticas do acesso ao livro – estantes materiais e virtuais; o mercado livreiro;
taxação do livro importado
2. Alternativas de edição e publicação populares (livro de cordel e fanzines)
3. Tradição oral e contos de histórias (leitura dramática, teatralização e musicalização) como gatilhos para o despertar para a leitura.

Literatura Infantil

1. Equívocos derivados da iliteracia literária; literatura ou notícia moralista?
2. O fascínio da ilustração: técnicas, tendências, equilíbrio entre texto e imagem e convergência etária.
3. Literatura infante-juvenil: um género esquecido? (Mala viajante; tradição oral)

O livro como ferramenta inter-dialógica geracional
1. O livro como ferramenta dialógica inter-geracional
2. A função central da leitura como pressuposto da criação literária.
3. O acervo bibliográfico mundial historicamente constituído como voz viva dos seus autores: tradução como forma de diversificação de acervo.
4. Dilemas culturais da criação: os jovens e as minorias

O livro e a Tecnologia
1. Criação de uma rede de agentes culturais e recursos electrónicos literários, de acesso
gratuito, na CPLP
2. A tecnologia como aliada aos meios tradicionais de criação literária contemporânea –
impactos e adaptações
3. Difusão literária – novas perspectivas – rádio, televisão, internet, outros gadgets, aplicativos, audiolivros, etc.

Literatura e Aproximação dos Povos
1. Existirá uma interdependência entre Literatura e Desenvolvimento Social?
2. O que nos une e o que nos separa enquanto Literatura em Língua Portuguesa
3. O papel da literatura e do escritor na construção de um diálogo transversal entre os povos falantes do português

Entre os convidados haverá a presença dos escritores angolanos Ondjaki e Lopito Feijoó, do cabo-verdeano Abrãao Vicente – também Ministro da Cultura de Cabo Verde -, do moçambicano Mbate Pedro, dos brasileiros Felipe Fortuna e Josélia Aguiar (curadora da maior Festa Literária do Brasil, a FESTLIP que acontece em Paraty no Rio de Janeiro), o são-tomense Orlando Piedade e a portuguesa Maria João Cantinho.

O evento acontecerá no Centro Cultural Brasil-Angola – Rua Cerveira Pereira, 19 – Bairro Coqueiros, ao lado do Museu de Antropologia e é gratuito ao público. A programação completa do II FESTLAB pode ser acompanhada através do site www.centroculturalbrasilangola.com

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.