O compositor e escritor Aldir Blanc, de 73 anos, morreu na madrugada esta segunda-feira, dia 4 de maio, no de Rio Janeiro. O artista brasileiro estava internado e infetado com COVID-19.

Segundo site G1, da Globo, o músico foi internado no passado dia 10 de abril, depois de ter dado entrada no hospital com uma infecção urinária e pneumonia.

Aldir Blanc, considerado um dos maiores compositores do Brasil, escreveu algumas das canções mais famosas da música brasileira, lembra o jornal a Folha de São Paulo.

"O Bêbado e a Equilibrista", canção criada com João Bosco e eternizada na voz de Elis Regina,  "Amigo É pra Essas Coisas”, "Vida Nocturna", "Dois pra Lá, Dois pra Cá" e "Kid Cavaquinho" foram alguns dos temas criados pelo músico.

"Aldir Blanc deixa composições que marcaram a vida e a história dos brasileiros. O menino nascido no Estácio, no Centro do Rio, era um observador das ruas, poeta da vida e da cidade. Captava a alma do subúrbio", escreve o G1.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.