O escritor chileno Luis Sepúlveda está em coma e com respiração assistida por causa dos efeitos do COVID-19, avança o jornal El Español. O escritor foi o primeiro caso registado nas Asturias, tendo sido o caso identificado depois do escritor ter estado no festival literário Correntes de Escrita na Póvoa do Varzim.

O escritor chileno, de 70 anos. está internado em estado grave no Hospital Universitario Central de Asturias (HUCA) de Oviedo.

O escritor e a mulher estiverem na Póvoa do Varzim (distrito do Porto), no festival Correntes d’Escritas, entre 18 e 23 de fevereiro, e os primeiros sintomas surgiram no dia 25.

Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou hoje a doença Covid-19 como pandemia. "Podemos esperar que o número de casos, mortes e países afetados aumente", afirmou o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus.

A OMS justifica a declaração de pandemia com "níveis alarmantes de propagação e inação".

Mais informações sobre o COVID-19.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.