Na obra, com 28 páginas, editada em 2017 pela editora Atântica Yetu, retrata três contos relacionadas com o dia da família, nomeadamente “ Um Natal de Mil Cores”, “ Um Arco-íris no Natal” e “ Um presépio especial e a minha bíblia”.

Falando nesta terça-feira em conferência de imprensa a propósito da apresentação do seu livro, Ngonguita Diogo disse que se trata de contos que levam os leitores a uma reflexão sobre a sociedade.

Informou que os valores a serem arrecadados na venda da obra serão entregues ao centro de acolhimento infantil da Igreja Católica, Nossa Senhora das Mercês, onde residem 43 crianças desfavorecidas, com idades compreendidas entre os 2 aos 18 anos.

Etelvina da Conceição Alfredo Diogo, conhecida no meio literário por “ Ngonguita Diogo”, nasceu no dia 04 de Maio de 1963, em Cazengo, província do Cuanza Norte.

A sua estreia literária aconteceu em 2010, com a obra “ No Mbinda o ouro é sangue” e seguiu-se as obras “Weza a Princesa”, “Sinay”, “Minha Baratinha”, “Acudam Maria do Rangel”, “Da Alma do Corpo” e “ Um Natal a Mil Cores”.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.