Numa declaração lida durante o 10º festival Internacional que durou três dias, a soberana considerou que a festividade tem ainda por objectivo transmitir a natureza, quer em dança, música, hábitos e costumes deste povo da etnia Luvale que se encontra em Angola, sobretudo na região leste do país, e na República da Zâmbia.

Na ocasião, o representante do gabinete da Cultura, Turismo, Juventude e Desporto, Salvador Cacoma, ao enaltecer o evento, pelo carisma internacional que possui, pediu que o Alto Zambeze volte a apostar na actividade artesanal visto que foi uma referência no período colonial português.

Por sua vez, o coordenador da comissão organizadora do festival, António Fernando Muzala, defendeu maior divulgação do evento, principalmente por meio do ministério da Cultura e dos órgãos de comunicação social, a fim de fortalecer a cultura do país.

O cidadão canadiano residente na Zâmbia, Jason Kapalo Winikoff, ao falar na língua nacional Luvale, disse estar satisfeito com a demonstração da dança, coreografia, música e das mensagens transmitidas na língua local.

Para o administrador do município do Alto Zambeze, Alexandre Paulino Bumba, o festival deve servir de reflexão por ser uma passagem de testemunho para os jovens daquela região.

O evento, que contou com a presença do governador do Moxico, Gonçalves Muandumba, foi preenchido com a exibição, durante todo dia, de rituais tradicionais, de dança, música e desfile de príncipes, regedores, sobas e 60 palhaços tradicionais.

O festival internacional Luvale é celebrado desde o século XX e visa também lembrar as memórias das primeiras Rainhas: Kavungo, Ngambo, Kutemba e Chissengo.

O município do Alto Zambeze, que dista a 519 quilómetros a sudeste da cidade do Luena, capital da província do Moxico, possui uma população de 100 mil e 476 habitantes, maioritariamente camponeses e pescadores.

Com uma extensão territorial de 48 mil e 724 quilómetros quadrados, a municipalidade compõe-se das comunas de Cazombo (sede), Caianda, Cavungo, Calunda, Lóvua, Lumbala Kanquengue e Macondo.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.