Em declarações à imprensa, Pedro Júlia disse que estão já em curso, na cidade, algumas acções para melhorar o aspecto de certos pontos históricos, que poderão receber visitas de turistas nacionais e estrangeiros na altura do Festi-Kongo.

Anunciou que, nos próximos dias, será retomado um programa de reabilitação de algumas obras inacabadas na região, com o concurso de novas empresas de construção.

Mbanza Kongo ostenta actualmente a categoria de Património Cultural da Humanidade, em cuja lista da UNESCO foi inscrita a 08 de Julho de 2017.

A realização regular do Festi-Kongo é uma das exigências deste organismo das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura, a par de outras que estão a ser executadas pelo Executivo angolano.