De acordo com uma nota de imprensa que a Angop teve acesso hoje, quinta-feira, as companhias angolanas de teatro vão apresentar  os espectáculos  “Firmino, roboteiro”  do grupo TIC-TAC e “Os hóspedes” do Amazonas, respectivamente.

" Firmino, roboteiros", lê-se no documento, é um texto original de António Fonseca, professor e jornalista, conto extraído do livro Primo Narciso e Outros Contos, adaptado ao teatro por Orlando Domingos.

Conta a história de um homem que migra do Ndombe Grande, Benguela, para Luanda e se instala no mercado Roque Santeiro, onde se desenrola a trama colocando em palco três actores, que com uma dinâmica própria desenvolvem a performance.

Já " Os hóspedes", é um texto de criação colectiva encenado por Gerson Vangue (Chance) que apresenta a história de dois pacientes internados num hospital durante muito tempo e retratam o que se vive e não se vive num hospital. A peça coloca em cena apenas dois actores.

A participação das companhias angolanas neste certame, segundo o documento, resulta do trabalho de parceria e cooperação desenvolvido entre o FITI - Festival Internacional de Teatro de Inverno de Maputo e o FESTECA - Festival Internacional de Teatro do Cazenga, e anualmente cada um envia dois a quatro grupos de teatro para participar nos  festivais.

De acordo com a nota,  o FESTECA este ano vai receber quatro grupos de Moçambique, nomeadamente Nguenhá, Girassol, Grupo da ECA e Katchoro, sendo o primeiro da cidade da Beira e os outros três da capital, Maputo.

Além da Tic-Tac e do Amazonas outro Grupo de teatro angolano,  o Enigma Teatro, vai participar no FITI e tem espectáculo marcado para 17 de Junho, data de encerramento do festival de Moçambique.

Cazenga , um dos nove  municípios da província de Luanda, conta  com seis distritos urbanos, Tala-Hadi, Hoji ya Henda, Cazenga, 11 de Novembro,  Kima-kieza e Calwenda.