Para marcar o Dia dos Finados será exibida a peça “Condolências”, em estreia hoje às 20h, Sábado e Domingo, em duas sessões, a primeira às 19h e a segunda com inicio às 21h, no auditório Njinga Mbandi,

Nos dias oito, nove e 10 deste mês, serão exibidas as peças “ Segredo da cama”, já exibida, enquanto para o Dia da  Independência será exibida a peça “ O culpado”, também já vista pelo público.

Em declarações à Angop, o director do grupo Adelino Caracol deu a conhecer que a peça “Condolências”, em estreia, aborda a história de um indivíduo que recebe a notícia da morte do marido de uma senhora de quem ele gostava, e o homem toma a iniciativa de comprar o caixão, marcar o lugar no cemitério, mas chegando na residência do suposto morto encontra este vivo.

Segundo Adelino Caracol, esta situação gera uma enorme confusão na família, que acusa o homem apaixonado de feiticeiro, criando um conflito, onde alguns propõem fazer justiça por mãos próprias, enquanto outros apelam à prudência.

Responsável informou que apesar da peça ser uma comédia, foi escrita no sentido de criar momentos de reflexão para aqueles que vivem o Dia dos Finados com alguma nostalgia.

O também encenador deu a conhecer que participam na peça seis actores, nomeadamente, David Enoque, José Galiano, Jeremias Caracol, Francisco Almeida, Rafaela Jeovete e Catarina André.

As três peças a serem exibidas enquadram-se também nas celebrações dos 33 anos de existência do grupo Horizonte Njinga Mbandi  criado no dia oito de Outubro de 1986.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.