“À Flor da Pele” representa um tempo de pausa e balanço de uma vida intensa de procura, de encontros e desencontros, como artista e como pessoa.

A exposição reúne um conjunto de telas de grandes dimensões, em acrílico e massa de acrílico sobre tela de linho, confirmando o seu traço identitário, marcado por uma explosão cromática que entrelaça e harmoniza uma gama variada de cores, onde predominam os quentes de fogo e força, mas também habitam verdes tranquilos e azuis profundos e infinitos.

Isabel Baptista não resistiu ao apelo da poesia, revelando, em linguagem poética, o conceito e sentido profundo deste seu mais recente trabalho.

Isabel Baptista é uma figura carismática do mundo cultural de Luanda, consagrada pelo seu trabalho artístico, mas também pelo notável papel à frente da Galeria Cenários, pioneira das Galerias de Arte no pós-independência em Angola.

Isabel Baptista nasceu em Luanda, onde fez os seus estudos em pintura na antiga Escola Industrial, no final dos anos sessenta. Fez a sua primeira exposição individual, em 1990, no Museu de História Natural.