O projecto é direccionado a cinquenta crianças dos lares Kudielela e Irmãs Mercês, afectos a igreja Católica, e prevê, igualmente, o ensino do teatro, pintura, literatura, pião, guitarra e desenho.

De acordo com o coordenador da área académica do Movimento Lev’arte, Ladislau da Silva, em declarações à Angop, trata-se de uma iniciativa da operadora de telefonia móvel Unitel, masdesenvolvida pelo seu Movimento, cujas aulas acontecem nos fins de semana, duas vezes por mês, até ao final do ano.

Disse que o Lev’arte abraçou a causa e contará com apoios e participação de vários actores sociais, entre os quais professores do ensino primário para inserir as crianças no mundo da arte, cultura e literatura.

A iniciativa, já em curso em Cabinda e Namibe, poderá ser expandido, faseadamente, aos demais lares de Malanje e outras áreas províncias do país.

Criado em 2014, o Movimento Lev’arte é uma organização filantrópica sem fins lucrativos, cujo objecto social é a promoção e incentivo da escrita, literatura, dança, teatro, entre outros atractivos, visando criar o gosto nas pessoas.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.