"Podemos estar todos de acordo quanto ao espetáculo do ano passado não ter sido exatamente como planeámos e estamos encantados de avançar juntos para dar aos Estados Unidos uma incrível noite de música e de celebração", disse Mariah Carey numa declaração conjunta divulgada na passada sexta-feira, com a Dick Clark Productions, empresa que dirige o espetáculo.

Na atuação do final de 2016, o sistema de microfones começou a funcionar mal quando Carey cantou as primeiras notas do tema de Ano Novo "Auld Lang Syne".

Visivelmente alterada, a cantora disse que iria abandonar o palco, mas acabou por ficar enquanto as suas bailarinas também continuavam. Os produtores tiveram de ativar um "playback".

Sem muito entusiasmo, a artista cantou "Emotions", que seria o final do espetáculo para a multidão que esperou por horas no frio de Times Square.

Mariah Carey desenvolveu uma estreita associação com a época das festas de fim de ano pelo seu sucesso "All I want for Christmas Is You".

A festa em Times Square também contará com a presença do cantor Nick Jonas e da ex-vocalista dos Fifth Harmony Camila Cabello.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.