A entrega das cestas básicas começou no Centro Pequena Semente (Cacuaco), Centro Dom Bosco (Sambizanga) Lar Kuzola (Maianga), Comissão de Moradores do Morro Bento e de Benfica e no Beiral (lar de idosos).

Para além de Luanda, foram canalizadas cestas básicas para as províncias do Cuanza Sul, Malanje, Bié, Huambo, Huíla e Benguela, para apoiar às famílias carenciadas.

O artista sublinha ser uma forma de “distribuir por Angola o vírus do amor”. ”Eu não posso estar mais satisfeito com a reação das pessoas que assistiram ao live e das empresas que me apoiam há muito para que esta acção de entre-ajuda se possa ter concretizado”, disse.

Para o cantor, é um dever das figuras públicas apoiarem o seu público da forma que lhes seja possível, através da mobilização da sociedade civil e das empresas que trabalham todos os dias para que a economia de Angola não pare e para que a vida dos cidadãos prossiga.

Os gestores das instituições apoiadas em Luanda, consideram ser uma mais-valia, tendo em conta que ajudar a reforçar a dieta alimentar dos assistidos.

A directora do Lar Kuzola, Engrácia do Céu,  enfatizou a relevância da acção desenvolvida por Matias Damásio e, sobretudo, “a sua presença no acto da entrega, considerando ser um gesto que sensibiliza as crianças e os responsáveis do lar.

A mesma opinião é comungada pelo padre Manuel Romão, do Lar Dom Bosco, que destaca a animação e satisfação das crianças pelo gesto do artista.

Por seu turno, o administrador do distrito urbano do Sambizanga, omás Bica Mumbundo, considera ser um gesto que contribui para o bem comum, com entre-ajuda e com amor.

Nesta acção, o artista conta com  a participação da Fidelidade e da empresa SLC, de transportes e logística.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.