Prefaciado pelo escritor angolano Pepetela, o livro traz dados referentes ao processo de descolonização das colónias africanas, particularmente de Angola após o 25 de Abril de 1974.

No prefácio, Pepetela avança que Pezarat Correia apresenta um quadro geral muito completo do que foi esse processo de descolonização, ao arrepio da vontade da elite governante portuguesa, com referência especial para o caso angolano.

Adianta que o leitor vai encontrar muita referência a acontecimentos, propostas, actuações de grupos ou de pessoas, que nunca terá conhecido ou de que esquecera muitos detalhes.

Pedro de Pezarat Correia nasceu no Porto em 1932.

Licenciado em Ciências militares, pelo Colégio Militar, em 1954, fez doutoramento na Universidade de Coimbra, com distinção e louvor, em 2017.

Major-general reformado fez seis comissões na guerra colonial (Índia, Moçambique, Angola e Guiné-Bissau).

Participante no movimento militar que desencadeou o 25 de Abril de 1974, integrou o Conselho da Revolução e, nessa qualidade, comandou a Região Militar do Sul.

Na Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra fundou e leccionou a cadeira de Geopolítica e Geoestratégia.

Foi conferencista no Instituto da Defesa Nacional, Universidade Autónoma de Lisboa, e outros institutos superiores militares e civis.

Autor de "Centuriões ou Pretorianos", "Descolonização de Angola – A Jóia da Coroa do Império Português", "Questionar Abril...", "Angola – Do Alvor a Lusaka", "Manual de Geopolítica e Geoestratégia", "Guerra e Sociedade"; "... da Descolonização – Do protonacionalismo ao pós-colonialismo" e co-autor em muitas dezenas de livros e trabalhos sobre geopolítica e geoestratégia, estratégia e conflitos, 25 de Abril, guerra colonial e descolonização.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.