Numa nota de condolências pela morte do historiador e escritor ocorrida na madrugada deste domingo, vitima de doença, assinada pela sua titular, Carolina Cerqueira, o Ministério destaca que, com a sua voz conciliadora, seguiu o caminho da unidade Nacional e da valorização da Cultura angolana e dos angolanos.

Na nota lê-se ainda que Jaka Jamba destacou-se, ao longo dos anos, como uma figura importante da cultura angolana.

Como homem de cultura, Jaka Jamba foi embaixador permanente de Angola na UNESCO e membro da Academia de Letras de Angola.

Jaka Jamba foi Secretário de Estado para a Informação do Governo de Transição, indicado pela UNITA (antes da Independência).

Mestre em Relações Internacionais, era docente universitário.

Em 1992 foi nomeado para o cargo de Segundo Vice Presidente da Assembleia Nacional e Porta-Voz do Grupo Parlamentar da UNITA.

Integrou em 1998, a Comissão Constitucional para a elaboração da Constituição da República.

O nacionalita, político, escritor e académico Almerindo Jaka Jamba faleceu na madrugada deste domingo, numa das unidades hospitalares da capital, Luanda, vitima de paragem cardíaca.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.