Em nota de condolência pela morte do soberano ocorrida quarta-feira, 16, na Lunda-Sul vítima de doença, Carolina Cerqueira, que manifesta consternação pelo infausto acontecimento, adianta que o país perde uma das suas bibliotecas cujos conselhos e exemplos ficam como legado para as gerações presentes e vindouras.

“Nesta hora de luto e consternação, o Ministério da Cultura inclina-se perante a figura histórica que foi Mwene Muatxissenge Watembo, que seguiu o caminho da unidade nacional e a valorização da cultura angolana”, lê-se na nota a que a Angop teve acesso.

O soberano Lunda-Tchowe, Mwene Muatxissenge Watembo foi entronizado em 1997, tendo servido, ao longo dos vários anos, a comunidade Lunda-Tchowe em Angola e além-fronteiras, com senso e soberania na resolução de inúmeros problemas que lhe eram apresentados, não só como família mas também como representante da comunidade.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.