O parque de diversões da Disney em Xangai está a rever a sua política de proibir que os visitantes tragam alimentos do exterior após uma queixa na Justiça, mas ainda resiste a permitir o consumo de macarrão ou durião, uma fruta com um odor considerado repugnante pela maioria dos ocidentais, mas muita apreciada pelos orientais.

Uma estudante identificada apenas como Wang processou o parque temático em março porque foi proibida de entrar com a sua própria comida, uma ação que recebeu grande apoio nas redes sociais chinesas.

A regra do parque de Xangai foi criticada como sendo discriminatória contra os asiáticos, porque os visitantes podem levar comida na Europa e nos EUA.

"Apreciamos a opinião dos nossos visitantes. O regulamento atualizado sobre alimentos que podem ser trazidos foi implementado com base na segurança e na satisfação dos visitantes", disse um funcionário do parque à agência AFP por telefone.

A nova política estabelece que os visitantes "podem trazer alimentos e bebidas para o parque para consumo próprio", mas com a condição de que não sejam aquecidos ou refrigerados e que não causem "cheiros azedos", como o durião.

Também é proibida a entrada de tofu com odor forte, segundo o Diário do Povo.

Um utilizador do Weibo, o Twitter chinês, considerou estas regras como ""muito razoáveis".

A Disney abriu o seu parque temático em Xangai em junho de 2016, o sexto no mundo e o terceiro na Ásia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.