A Ópera Metropolitana de Nova Iorque anunciou esta terça-feira (24) que o célebre tenor espanhol Plácido Domingo vai deixar de cantar com a companhia devido às denúncias de abuso sexual.

O intérprete de 78 anos, que se apresentou em Nova Iorque pela primeira vez há mais de 50 anos, deveria subir ao palco com a Met esta quarta-feira, numa nova produção de "Macbeth" de Giuseppe Verdi.

"Plácido Domingo aceitou retirar-se de todas as apresentações futuras com a Met", disse a instituição em nota à agência AFP.

O comunicado afirma que os dois lados concordaram que o tenor "deveria renunciar".

Domingo, que atuou noutros prestigiados teatros de ópera do mundo, disse, em declaração separada, que tinha "pedido para se retirar" da companhia, na qual ingressou aos 27 anos.

"Embora refute fortemente as acusações recentes que foram feitas sobre mim e me preocupe com a forma como as pessoas são condenadas sem o devido processo, após refletir, acho que a minha aparição nesta produção de 'Macbeth' distrairia do trabalho árduo dos meus colegas, tanto de palco quanto de bastidores", afirmou o cantor acusado de abuso por 20 mulheres.

A Ópera de Los Angeles contratou um advogado externo para investigar as acusações contra a estrela, que foi diretor-geral da instituição desde 2003.

Essa investigação ainda está em curso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.