Em nota enviada à ANGOP, o INICC adianta que o autor plagiou  a obra “O livro que não tinha fim”, de autoria da brasileira Sandra Aymone, editada em 2015.

“A obra constitui uma cópia integral do livro original. Trata-se d um plágio grosseiro, falta de honestidade intelectual e tentativa de burla do concorrente”, lê-se na nota de imprensa.

Conforme o documento, decidiu-se retirar o prémio ao autor da obra submetida a concurso.

O regulamento do prémio determina que as obras concorrentes devem ser originais, inéditas e criação própria dos autores.

O prémio é um evento anual que realiza-se em homenagem aos precursores da literatura infantil angolana e visa incentivar a criação literária infanto-juvenil, bem como promover o surgimento de novos autores e obras neste domínio.

O prémio constitui uma ma homenagem aos precursores da literatura infantil angolana e tem um valor pecuniário de 500 mil kwanzas.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.