O Fundo que rende um valor inicial de 10.000.000,00 kz (Dez Milhões de Kwanzas) terá três embaixadores, que irão gerir a aplicação num período de 2 anos com fiscalização da SADIA, sendo que o fundo vai contar com a contribuição da sociedade em geral.

Segundo a nota de imprensa enviada ao SAPO, O Cartão da Arte é o primeiro projecto criado, que consiste na entrega de um cartão de supermercado com um valor que irá variar entre 25.000,00 Kz (vinte e cinco mil Kwanzas) a 50.000,00 Kz (Cinquenta mil kwanzas) e permitirá que os Autores e Artistas façam a aquisição de bens alimentares de primeira necessidade em supermercados identificados pela SADIA.

De referir que o cartão da Arte a princípio vai ter um período de 3 fases em que cada fase representa 1 mês, o que quer dizer durante os próximos 3 meses os cartões vão ser carregados automaticamente, em caso da situação da Pandemia Covid 19 continuar e os Artistas e autores continuarem sem actividade e com dificuldades financeiras a SADIA vai definir novas fases .

O cartão da arte vai ser lançado no dia 8 de julho e para que possam beneficiar do mesmo, deverão preencher o formulário que estará disponível no nosso website, www.sadia.ao, e aos já associados da SADIA  será enviado por email, declarando que estão com problemas financeiros.

A intenção do cartão da Arte é apoiar 1.000 (mil) a 4.000 (Quatro mil) Autores e Artistas, sempre que possível, através dos vários projectos e ações que iremos criar.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.