Durante o evento, a filha do homenageado, Henda Andrade, que de uma forma pedagógica, retratou a vida e obra de Mário Pinto de Andrade.

Em simultâneo foram lidos trechos de uma das suas antologias “Na noite grávida de ponhães”.

Por seu turno, o sobrinho/neto Mário Pinto de Andrade afirmou que se deve dar a conhecer a juventude de angolana a dimensão do nacionalista que contribuiu para a emancipação do país.

Considera o homenageado como um combatente de luta de libertação de facto, que deu tudo de si em prol da independência de Angola.

“É importante recordar o papel decisivo que teve como primeiro Presidente do MPLA e como secretário-geral da Conferência de Governação da Luta de Libertação das ex-colónias portuguesas”, reforçou.

O seu legado é ainda constituído pelas obras “A guerra em Angola”, o primeiro estudo sociológico sobre Angola, e a “Poesia negra com expressão portuguesa”.

Mário Pinto de Andrade tem no seu repertório oito  livros, sendo quatro em língua portuguesa e igual número em francês, mais de 40 ensaios, 100 artigos, trabalhos na Unesco e várias supervisões de doutoramento.

Mário Andrade nasceu a 21 de Agosto de 1928, no Golungo Alto, província do Cuanza Norte, e  morreu a 26 de Agosto de 1990 (62 anos).

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.