Tratando-se de uma formação genérica e indicada a quem se inicia na edição fonográfica, o workshop sobre a distribuição digital pretende, maximizar as receitas nas plataformas digitais e a música angolana, como também os desafios da era digital, é destinado ao público em geral, estando direccionado a todos os que pretendam editar um disco, ou pensem criar a sua editora, mas que têm dúvidas sobre os passos a tomar.

A edição digital ganha terreno a cada dia que passa, tornando impreterível a necessidade de compreender como se podem e devem disponibilizar conteúdos online, de forma a maximizar o rendimento dos fonogramas editados. Desde a venda de faixas e álbuns até ao streaming, são inúmeras as empresas que oferecem serviços de distribuição digital, sendo necessário que os editores e artistas auto-editados estejam cientes dos seus direitos e das suas opções, para que possam optar pela distribuidora ou prestadora de serviços que melhor corresponde às suas necessidades.

Num mundo global, onde a oferta é imensa, não é fácil compreender todas as implicações da é muito importante definir qual a melhor estratégia de divulgação das obras musicais, utilizando as redes sociais e outros meios digitais ao nosso dispor.
Considerando que estamos numa época em que o consumo de música em formato digital já ultrapassou o formato físico, é imprescindível planificar a edição digital da nossa música, por forma, a garantir uma rentabilização efectiva deste conteúdo, maximizando, assim, as nossas receitas.

Este “workshop-debate” visa lançar uma luz sobre este tema e permitir aos participantes dissipar todas as dúvidas sobre a distribuição digital das suas obras musicais, numa fase em que a oferta para a distribuição de música nas plataformas digitais é cada vez mais vasta.

Visa igualmente dotá-los de noções e ferramentas básicas, com vista a poderem alcançar os seus objectivos, permitindo que tomem melhores opções, na altura de orientar os suas edições online.

Serão abordados alguns dos temas e desafios mais importantes que música angolana enfrenta na era digital, tendo como principais oradores Vítor Macedo (Country Manager da Altafonte Portugal), Nuno Sardinha (Director da RDP África), um Representante do Ministério da Cultura e Daniel Mendes (CEO dos Angola Music Awards).

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.