A equipa de Demi Lovato está focada em ajudar a cantora a recuperar. A artista está internada desde o passado dia 24 de julho, depois de ter sofrido uma overdose.

Segundo o TMZ, os colaboradores mais próximos de Demi Lovato querem afastar "todas as más influências". Fontes próximas da cantora confessaram ao site que o objetivo principal é afastar "todas as pessoas tóxicas da sua vida, quando ela sair da reabilitação", incluindo um familiar.

A equipa da artista reuniu-se na semana passada para discutir a melhor forma de ajudar Demi Lovato, tendo chegado à conclusão que é fundamental afastar todos os amigos que sejam consumidores de droga. O TMZ avança ainda que a artista foi aconselhada a mudar de número de telefone.

Internada há mais de uma semana devido a uma overdose, Demi Lovato falou pela primeira vez sobre a recaída. Num texto partilhado no Instagram este domingo, dia 5 de agosto, a cantora promete continuar a lutar.

"Sempre fui transparente sobre a minha vida e sobre os meus vícios. O que aprendi é que esta doença não é algo que desaparece ou que desvanece com o tempo. É algo que tenho de continuar a superar e ainda não fiz", começa por escrever.

No texto, a cantora agradece ainda o apoio dos fãs e a Deus. "Quero agradecer a Deus por me ter mantido viva e bem.  Aos meus fãs, estou eternamente grata pelo amor e pelo apoio que me deram na semana passada e sempre. Os vossos pensamentos positivos e as orações ajudaram-me a superar este momento difícil", frisa Demi Lovato no Instagram.

No comunicado partilhado na rede social, a cantora pede ainda tempo para recuperar. "Vou continuar a lutar", promete no final do texto.

Leia o texto:

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.