O ano de 2016 marcou a sua entrada na produtora Arca Velha, do músico Matias Damásio. Coube ao também produtor mudar por completo a carreira de Edmázia, tendo saído no mesmo ano o segundo álbum da cantora, já com a chancela do Arca Velha. Edmázia refere que perdeu várias noites só para poder finalizar a gravação do álbum “Água e Luz”, mas, hoje, sente que todo o esforço valeu a pena.

"Entrar para a produtora Arca Velha foi grande para que a minha carreira musical crescesse bastante, e deste essa altura o trabalho não para. É por este motivo que eu digo que fui nomeada em sete categorias do Angola Music Awards pelo meu trabalho árduo". Edmázia Mayembe acrescentou ainda que todos os cantores são merecedores dos prémios se realmente se esforçaram e fazem sucesso.

"Da mesma forma que eu trabalhei, outros cantores também o fizeram, então qualquer um dos concorrentes é merecedor do prémio em que está nomeado".

Nesta edição do Angola Music Awards a cantora tem apelado aos votos dos fãs. As sete categorias para as quais está nomeada são: Artista Mais Popular da Internet (Prémio SAPO); Álbum do Ano com o trabalho “Água e Luz”; Artista Feminino; Kizomba do Ano com “Alma Nua”; R&B/Soul com “Amor Yami”; “Vídeo do Ano com “Alma Nua”; e World Music com “Amor Yami”.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.