A estreia de Billie Eilish nos Grammys, que foram entregues na madrugada deste domingo para segunda-feira, de 26 para 27 de janeiro, não poderia ter corrido melhor - mesmo antes do arranque da cerimónia, a cantora entrou para a história ao vencer o Grammy de Melhor Álbum Pop Vocal, tornando-se na mais jovem artista a conquistar o galardão.

O confronto entre os três artistas mais populares do ano passado - Billie Eilish, Lil Nas X e Lizzo eram os mais nomeados - foi vencido com larga vantagem pela cantora de 18 anos, que levou para casa a estatueta de Melhor Novo Artista, batendo Black Pumas, Lil Nas X, Lizzo, Maggie Rogers, Rosalía, Tank And The Bangas e Yola.

Juntamente com o seu Finneas O'Connell, Billie Eilish conquistou ainda o galardão de Melhor Canção do Ano, Gravação do Ano, com "Bad Guy", e de Álbum do Ano ("When We All Fall Asleep, Where Do We Go?").

Segundo a revista Billboard, há 39 anos que nenhum artista conseguia vencer as quatro principais categorias ("Big Four") - Canção do Ano, Melhor Novo Artista, Álbum do Ano e Gravação do Ano. De acordo com a publicação, Christopher Cross foi o último artista a conquistar, em 1981.

Lizzo, que teve a missão de abrir o espetáculo, era a artista mais nomeada da noite, tendo vencido o Grammy de Melhor Atuação Pop a Solo, de Melhor Atuação R&B Tradicional e de Melhor Álbum Urbano Contemporâneo, com "Cuz I Love You".

Já Tyler, the Creator venceu na categoria de Melhor Álbum Rap e Anderson .Paak  conquistou o prémio para Melhor Álbum R&B. Os Vampire Weekend também foram premiados na cerimónia, vencendo o Grammy de Melhor Álbum Alternativo.

Taylor Swift, que era considerada uma das favoritas da edição de 2020, partiu para a cerimónia com apenas três nomeações, não conseguindo colocar o seu último disco, "Lover", entre os nomeados a Melhor Álbum do Ano. A cantora norte-americana acabou por sair da gala sem conquistar nenhum prémio.

Rosalía também foi uma das vencedoras da noite, levando para casa o galardão de Melhor Álbum Latino de Rock, Urban ou Alternativo por "El Mal Querer", lançado em novembro de 2018.  A artista concorri ao lado de Bad Bunny com "X 100pre"; J Balvin e Bad Bunny com "Oasis2; iLe no disco "Almadura" e Flor De Toloache com "Indestructible".

As atuações

Este ano, a lista de atuações foi extensa. Aerosmith, Camila Cabello, Billie Eilish, Ariana Grande, H.E.R., Jonas Brothers, DJ Khaled, John Legend, Lizzo, Demi Lovato, Rosalía, Blake Shelton, Gwen Stefani e Tyler, The Creator foram alguns do artistas que subiram ao palco do Staples Center, em Los Angeles.

"Esta noite é para o Kobe [Bryant]", foi assim que Lizzo abriu a 62.ª edição dos Grammy Awards, a partir do Staples Center, em Los Angeles. Depois da homenagem ao antigo jogador de basquetebol que morreu este domingo, dia 26 de janeiro, a cantora abriu a cerimónia com com "Cuz I Love You", seguindo-se "Truth Hurts", dois dos seus principais sucessos.

"Sentimos-nos triste porque Los Angeles, os Estados Unidos e tudo o mundo perderam hoje um herói", acrescentou Alicia Keys no seu discurso de abertura. "Nunca imaginamos ter de começar o espetáculo assim", completou, cantando "It's So Hard To Say Goodbye To Yesterday", dos Boyz II Men.

Blake Shelton e Gwen Stefani subiram depois a palco para "Nobody But You". A atuação carregada de amor conquistou as redes sociais.

Tyler, The Creator também agitou a noite ao subir a palco com Boyz II Men. Num cenário repleto de casas, o músico apresentou "Earfquake", seguindo-se "New Magic Wand".

Pouco depois, foi a vez de Usher, FKA Twigs e Sheila subirem a palco para uma homenagem a Prince.

A atuação de Camila Cabello, que se estreia em Portugal em junho, no Rock in Rio Lisboa, também foi uma das mais comentadas da noite. Em palco, a cantora interpretou "First Man" e homenageou o seu pai.

Billie Eilish, que estava nomeada para seis categorias, protagonizou uma das atuações mais aplaudidas da noite. No palco do Staples Center, em Los Angeles, a jovem artista, que regressa a Portugal em julho para atuar no NOS Alive, apresentou "when the party's over". Tal como acontece nos concertos, a cantora teve ao seu lado, no piano, o seu irmão Finneas.

Este ano, os Aerosmith foram homenageados na cerimónia com o galardão "MusiCares Person of the Year". Acompanhados pelos Run-D.M.C., Steven Tyler, Tom Hamilton, Joey Kramer, Joe Perry e Brad Whitford animaram o público com um medley, que incluiu  “Livin’ on the Edge” (1993) e "Walk This Way” (1986).

Os BTS também subiram ao palco para atuar com o rapper Lil Nas X durante a cerimónia de entrega dos prémios Grammy. Diplo, Mason Ramsey e Billy Ray Cyrus também se juntaram à atuação.

A noite ficou ainda marcada pelo regresso de Demi Lovato aos palcos - a atuação da artista na cerimónia dos Grammys foi a primeira desde julho de 2018, quando a cantora foi obrigada a afastar-se dos palcos depois de uma overdose. No palco, a cantora apresentou o tema "Anyone".

Durante a cerimónia, Jim Gaffigan, Trevor Noah, Common, Cynthia Erivo, Dua Lipa, Billy Porter, Smokey Robinson, Shania Twain, Keith Urban, Stevie Wonder, Ava DuVernay, Bebe Rexha, Sharon and Ozzy Osbourne, Brandi Carlile e Tanya Tucker estiveram ao lado de Alicia Keys para entregar os galardões aos vencedores da noite.

VENCEDORES

Melhor Novo Artista

Black Pumas
Billie Eilish - VENCEDORA
Lil Nas X
Lizzo
Maggie Rogers
Rosalía
Tank And The Bangas
Yola

Canção do Ano

"Always Remember Us This Way" -  Lady Gaga
“Bad Guy” — Billie Eilish - VENCEDORA
“Bring My Flowers Now” - Tanya Tucker“Hard Place” - H.E.R.
“Lover” — Taylor Swift
“Norman F***ing Rockwell” — Lana Del Rey
“Someone You Loved” — Lewis Capaldi
“Truth Hurts” — Lizzo

Gravação do Ano

“Hey, Ma” — Bon Iver
“Bad Guy” — Billie Eilish - VENCEDORA
“7 Rings” — Ariana Grande
“Hard Place” — H.E.R.
“Talk” — Khalid
“Old Town Road” — Lil Nas X & Billy Ray Cyrus
“Truth Hurts” — Lizzo
“Sunflower” — Post Malone & Swae Lee

Álbum do Ano

i,i — Bon Iver
Norman F***ing Rockwell — Lana Del Rey
When We All Fall Asleep, Where Do We Go — Billie Eilish - VENCEDORA
Thank U, Next — Ariana Grande
I Used To Know Her — H.E.R.
7 — Lil Nas X
Cuz I Love You (Deluxe) — Lizzo
Father Of The Bride — Vampire Weekend

Melhor Atuação Pop a Solo

“Spirit” — Beyoncé
“Bad Guy” — Billie Eilish
“7 Rings” — Ariana Grande
“Truth Hurts” — Lizzo - VENCEDORA
“You Need To Calm Down” — Taylor Swift

Melhor Atuação Pop em Duo ou Grupo

“Boyfriend” — Ariana Grande & Social House
“Sucker” — Jonas Brothers
“Old Town Road” — Lil Nas X & Billy Ray Cyrus - VENCEDORES
“Señorita” — Shawn Mendes & Camila Cabello

Melhor Álbum Pop Tradicional Vocal

Sì — Andrea Bocelli
Love (Deluxe Edition) — Michael Bublé
Look Now — Elvis Costello & The Imposters - VENCEDOR
A Legendary Christmas — John Legend
Walls — Barbra Streisand

Melhor Pop Vocal

The Lion King: The Gift — Beyoncé
When We All Fall Asleep, Where Do We Go — Billie Eilish - VENCEDORA
Thank U, Next — Ariana Grande
No. 6 Collaborations Project — Ed Sheeran
Lover — Taylor Swift

Melhor Gravação Dance

"Linked", Bonobo
"Got to Keep On", The Chemical Brothers - VENCEDORES
"Piece of Your Heart", Meduza Featuring Goodboys
"Underwater2, Rufus Du Sol
"Midnight, Hour", Skrillex & Boys Noize Featuring Ty Dolla $ign Boys Noize & Skrillex

Melhor Álbum Dance/ Electrónico

LP5, Apparat
No Geography, The Chemical Brothers - VENCEDORES
Hi This Is Flume (Mixtape), Flume
Solace, Rufus Du Sol
Weather, Tycho

Melhor Atuação Rock

"Pretty Waste", Bones UK
"This Land", Gary Clark Jr. - VENCEDOR
"History Repeats", Brittany Howard
"Woman", Karen O & Danger Mouse
"Too Bad", Rival Sons

Melhor Canção Rock

"Fear Inoculum", Tool
"Give Yourself a Try", The 1975
"Harmony Hall", Ezra Koenig
"History Repeats", Brittany Howard
"This Land," Gary Clark Jr.  - VENCEDORES

Melhor Álbum Rock

Amo, Bring Me The Horizon
Social Cues, Cage the Elephant  - VENCEDORES
In the End, The Cranberries
Trauma, I Prevail
Feral Roots, Rival Sons

Melhor Atuação R&B Tradicional

"Time Today", BJ The Chicago Kid
"Steady Love", India.Arie
"Jerome", Lizzo - VENCEDORA
"Real Games", Lucky Daye
"Built for Love", PJ Morton Featuring Jazmine Sullivan

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.