O kudurista e mentor de sucessos como “Essa dama não me serve”, “Tá em Dia” e “Todos os cornos” revelou que a música mudou muita coisa na sua vida e ajudou-o a ultrapassar algumas mágoas.

“A música tirou-me de todas as tristezas que tinha. Sempre usei a música para ‘afogar’ as minhas mágoas e problemas …então só veio para dar mais motivação porque a minha auto-estima estava muito baixa devido às perdas como a do meu pai e da minha mãe que perdi muito cedo e meu melhor amigo”, disse.

O artista de poucas palavras, adiantou ainda não gostar de falar constantemente sobre as suas grandes perdas e referiu que para se sobressair na carreira musical foi necessário um ânimo para dar continuidade.

Sobre projectos em carteira, Godzilla do Game promete multiplicar o sucesso e trabalhar arduamente para assim concretizar tudo aquilo que tem preparado.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.