Para início de conversa, Godzila começou por desmistificar a forma como muitos fãs olham para a Clé.

“As pessoas confundem e acham que estar na Clé Entertainment é estar rico, mas não, é mesmo só trabalhando arduamente. Porque a nossa produtora pergunta sempre ao artista quanto deseja cobrar para cada actividade e, mesmo não tendo agenda contigo, ainda ajuda o artista com alguma coisa, seja financeira como psicologicamente”, confessou.

Ainda na entrevista com os apresentadores Márcio Stélvio e Djamila Estevão, Godzila garantiu ser considerado o símbolo da sua produtora.

“Os meus ‘bosses’ dizem que eu sou o logotipo da Clé, só faltava a minha cara no símbolo, porque sou uma pessoa que se dedica no que faz e não só. Levo mesmo no peito porque o nosso vínculo aconteceu no momento mais alto da minha carreira quando eu precisava de uma produtora e pessoas que me dirigissem com clareza”, disse.

De relembrar que Godzila do Game é autor de sucessos como “Essa Dama me Serve”, “Tá em Dia” e “Todos Cornos Estão Andar Juntos”.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.