E como o público já esperava, Heavy C e Gutto fizeram jus à expectativa e confiança que lhes foi depositada e realizaram um concerto único e inesquecível no palco da Casa 70.

Durante o show, que contou com mais de duas horas de duração, os artistas levaram os fãs a uma viagem pelos sucessos “Tarde demais”, “Minha Mulher”,  “Playa”, “Quero Ser Feliz”, “Homem casado”, “Quando a Mulher se Cansa”, “Porquê”, de Heavy C, e “Ser Negro”, “Quem Seria Eu”, “Eu imaginei”, “Deixa Ferver”, “Acabou”, entre outros, de Gutto.

Em entrevista ao SAPO, Gutto teceu rasgados elogios ao cantor e produtor Heavy C.

“Este trabalho serviu para reforçar aquilo que eu já pensava sobre o Heavy C. Ele é um músico muito talentoso, versátil e além de tudo sempre bem disposto. Foi muito bom estar em palco com ele, as vibrações foram muito positivas e artisticamente é algo que nos compensa. É bom de sentir, estou super contente com o resultado, definiria este momento como ‘único’”, revelou.

Por outro lado, Heavy C também não poupou palavras e tornou pública a sua visão sobre o autor do clássico “Debaixo dos Lençóis”.

“Ele é muito humano, objetivo, criativo, tem uma forma única de ver a vida. Gosto imenso da sua leveza. O Gutto é, de longe, uma pessoa de uma personalidade admirável”, disse.

De relembrar que, ainda para a quarta temporada, estão previstos espetáculos das duplas Miguel Buila e Bambila (11 de Abril), Grupo Kituxi e Yuri da Cunha (25 de Abril), Livongh e Ivan Alekxei (30 de Maio) e Don Caetano e Puto Português (27 de Junho).

Veja as fotos da noite:

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.