O processo de Kesha contra Dr. Luke, produtor que a cantora acusou de a ter drogado e violado enquanto trabalhavam juntos, continua a dar que falar. Apesar do contrato de exclusividade que o produtor tem com a artista, Kesha pode lançar novos temas.

Esta quinta-feira, dia 6 de fevereiro, a artista perdeu um processo contra o produtor. Dr. Luke acusou a artista de difamação e quebra de contrato por ter contado a Lady Gaga que o produtor também tinha violado Katy Perry, que negou ter sido vítima.

A juíza da Suprema Corte de Manhattan, Jennifer Schecter, frisou que "Kesha fez uma declaração falsa a Lady Gaga sobre Lukasz Gottwald [nome verdadeiro de Dr. Luke] e que era difamatória".

"Não há nenhuma evidência de que Gottwald tenha violado Katy Perry. Além disso, a publicação de uma declaração falsa para uma pessoa, no caso Lady Gaga, é suficiente para impor responsabilidades", acrescenta nota.

Desta forma, o produtor saiu como "vencedor "e Kesha terá que pagar 374 mil dólares em royalties atrasados à empresa de Dr. Luke.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.