Iniciativa da Paróquia São José da Igreja Católica no Lobito, a nova banda sinfónica, que integra um total de 125 elementos, entre crianças, adolescentes e adultos, dos sete aos 30 anos, tem como inspiração a Orquestra do Kapossoka de Luanda e leva o público numa viagem por obras musicais clássicas de vários pontos do mundo.

Falando durante a cerimónia de apresentação do grupo, o padre José Mombo, mentor do projecto, contou que a ideia surgiu da caridade da Igreja Católica face à necessidade de transformar a vida de algumas crianças de rua, ocupando-as através da música clássica.

O prelado explica que os meninos de rua acolhidos neste projecto pela Paróquia São José passam a ter a oportunidade de aprender a execução da música clássica utilizando instrumentos como violino, violoncelo, viola, contra-baixo acústico, flauta, órgão e bateria.

Com 18 músicas no seu reportório de grande versatilidade, a Orquestra Sinfónica Juveluz interpreta, ainda, algumas canções nacionais conhecidas como “Muxima”, “Umbi Umbi”, “Mãe Pátria” e internacionais como “Yesterday” dos Beatles, da Inglaterra, e “My Heart Will Go On”, de Céline Dion.

Luciano Sacutala, maestro da orquestra, referiu que, além de eventos religiosos, a Juveluz tem sido convidada para actuar em espaços públicos, como na abertura do ano lectivo na província de Benguela ou nas actividades do governo provincial e Academia do Exército no Lobito.

“Uma das actuações mais marcantes da orquestra foi durante a recepção ao Presidente português Marcelo Rebelo de Sousa, durante a sua visita a Benguela, a 7 de Março deste ano”,  lembrou o jovem.

Djamila Gomes, 17 anos, toca contra-baixo acústico e revela que sonha estar nos mais prestigiados palcos do país para mostrar o seu trabalho como exemplo para mudar a vida dos jovens que enveredam por maus caminhos.

Em termos de apoios, a Orquestra Sinfónica do Lobito conta com a sua congénere Kapossoka, que em Maio de 2018 deu uma formação intensiva de três semanas, e com a Academia Militar do Exército que ofereceu o uniforme para os seus integrantes.

A cerimónia de apresentação da Orquestra Sinfónica Juveluz, presenciada pelo administrador municipal do Lobito, Nelson da Conceição, religiosos e autoridades tradicionais, foi prestigiada pelos integrantes das selecções de futebol adaptado de Angola, Nigéria, Libéria, Tanzânia, Camarões e Serra Leoa, que participaram no campeonato africano de futebol com muletas, realizado em Benguela.

São objectivos da Orquestra Sinfónica Juveluz contribuir para a ocupação dos tempos livres das crianças, adolescentes e jovens, afastando-os da delinquência, drogas e alcoolismo, e fomentar o gosto pela música clássica entre o público da província de Benguela.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.