O público vibrou ao som de Bambila e Miguel Buíla durante duas horas. Os artistas poderão assim levar a uma memória de um clima de harmonia e admiração mútua, em que cada um promoveu a canção do outro, cantando para o público presente.

Em declarações ao SAPO, Miguel Buila e Bambila afirmaram que se sentem lisonjeados pelo o grande convite e por ser gratificante poderem "transmitir a presença de Senhor, no Dia dos Finados, 2 de Novembro". “Por ser um momento de adoração e fé, o público admirou-nos, só pelo facto de essas pessoas virem assistir, para nós já é um grande laço familiar”, disseram.

Questionados sobre como foi cantar junto,  os artistas consideraram uma actuação e interacção fantástica. “A música gospel é a mãe de todas as músicas e esta participação no Duetos, ao lado do Miguel, é um sonho a ser realizado. Já cantámos juntos há alguns anos e as pessoas notaram não só o nosso potencial como também o nosso talento, e este dueto valeu muito a pena. E peço a Deus que abençoe ricamente todos aqueles que estiveram presentes”, disse Bambila.

Já Miguel Buila, o artista acredita que a música gospel tem a sua capacidade de evangelizar, referiu: “A integração e amizade desfaz o que há de negativo e, esta noite, deixei a selecção musical a cargo do meu grande Chalana, a quem agradeço muito pela qualidade do trabalho que fizemos. Foi uma noite de altíssimo nível.”

De referir que os músicos Nsimba Reoboth, Gloria Silva e Kyaku Kyadaff fizeram do show um momento alto com participação ao lado dos músicos Bambila e Miguel Buila, respectivamente.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.