Em mensagem de condolências a que a Angop teve acesso, o MCTA exterioriza o sentimento de perda de um artista que ao longo dos mais de 40 anos de carreira levou o país ao mundo, divulgado a história, a cultura e as tradições de Angola.

Com o mesmo sentimento, manifestou-se a coordenação do Angola Music Awards (AMA), que destaca as qualidades de Waldemar Bastos.

(Por dentro)

Waldemar dos Santos Alonso de Almeida Bastos, conhecido como Waldemar Bastos, nasceu em M'Banza Kongo, capital da província do Zaire, a 4 de Janeiro de 1954.

Começou a cantar em idade muito precoce, utilizando instrumentos do seu pai. Após a independência, em 1975, rumou para Portugal.

Em mais de 40 anos de carreira, foi distinguido com um Diploma de Membro Fundador da União dos Artistas e Compositores (UNAC-SA) e com Prémio Award, em 1999, pela World Music.

Em 2018, foi distinguido com o Prémio Nacional de Cultura e Artes, na categoria de música.

Discografia

1983: Estamos Juntos (EMI Records Ltd) 989: Angola Minha Namorada (EMI Portugal) 1992: Pitanga Madura (EMI Portugal) 1997: Pretaluz [blacklight] (Luaka Bop) 2004: Renascence (World Connection) 2008: Love Is Blindness (2008) 2012: Classics of my soul (2012)

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.