Depois do sucesso das edições anteriores, o Jazzing está de volta na sua 4ª edição com o conceito “Eva Jazz - Jazzing no feminino”, que traz um painel completamente composto por artistas femininas, num espetáculo recheado de alma, informa um comunicado enviado ao SAPO.

Paula Lima, que vem pela primeira à Angola, é uma cantora e compositora brasileira cuja música é influenciada pela bossa, percussão, samba, funk internacional e soul brasileira. Nas suas influências, contam-se Quincy Jones, Ella Fitzgerald, Elza Soares, Ed Motta, Gilberto Gil, Banda Black Rio e Jorge Ben. É também uma das juradas do Ídolos brasileiro, terceira e quarta temporada.

Aline Frazão é cantora, compositora, produtora, cronista e activista angolana. Foi cronista do jornal angolano Rede Angola e faz parte do grupo de coordenação do colectivo de mulheres feministas angolanas Ondjango Feminista.

Em 2009, criou o projeto “A minha Embala”, em parceria com César Herranz, onde explorou o universo musical dos diferentes países de língua portuguesa, cantando em português, crioulo, kimbundu e umbundu. A artista tem quatro obras discográficas no mercado, nomeadamente “Clave Bantu”, Movimento”, “Insular” e “Dentro da Chuva”.

Já Maíra Freitas, pianista desde os 7 anos, é uma artista brasileira com uma sonoridade de cortar a respiração. Na sua primeira visita à Angola, Maíra traz um show inédito, onde revisita grandes influências da música como Elza Soares, Nina Simone, Stevie Wonder e seu pai, Martinho da Vila.

De referir que o Jazzing é organizado e promovido pela Showbiz, empresa que assina o conceito “Sons do Atlantico”.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.