"Estava a conduzir e do nada vejo pistolas e luzes azuis. De repente, estou na parte de trás de um carro", contou 21 Savage na sua primeira entrevista desde que saiu em liberdade após pagar 100 mil dólares de fiança.

"Não me disseram nada. Só disseram: apanhámos o Savage'", contou o britânico de 26 anos ao programa "Good Morning America", do canal ABC.

"Não acho que a política migratória tenha fracassado", considerou. "Acho é que a forma como fazem cumprir a política é que fracassou".

21 Savage, cujo nome de batismo é She'yaa Bin Abraham-Joseph, foi preso a 3 de fevereiro em Atlanta, por agentes de Imigração e Controlo de Alfândegas (ICE) que disseram que ele estava a morar nos Estados Unidos sem documentos desde que o seu visto expirou, em 2006, sendo menor de idade.

"Eu nem sequer sabia o que era um visto", declarou o rapper nomeado para os Grammys, que chegou legalmente aos Estados Unidos aos sete anos e ficou lá quase duas décadas, com exceção de uma breve viagem ao Reino Unido em 2005, para o funeral de um tio.

"Sabia que não tinha nascido aqui, mas não sabia o que significava ao passar a ser adulto", continuou o rapper. "Não o escondia, mas não queria que me deportassem, por isso não ia dizer 'não nasci aqui'".

Charles Kuck, um dos advogados de 21 Savage, disse à AFP que a sua equipa está a tentar suspender os procedimentos judiciais de imigração do rapper, uma vez que a sua solicitação de visto U, para as vítimas de crimes que sofreram abuso mental ou físico, está pendente. Kuck também procura o "cancelamento de uma expulsão".

Esse procedimento permite a uma pessoa com filhos que tenha morado nos Estados Unidos mais de 10 anos obter uma permissão de residência e trabalho. 21 Savage tem três filhos norte-americanos.

"É alvo de um processo de deportação e dizer que não está em risco seria uma loucura, porque ele está, mas confiamos na nossa estratégia de defesa", disse Kuck.

A comoção pela prisão do rapper também ressaltou mais uma vez a situação dos "dreamers": 1,8 milhões de imigrantes levados para os Estados Unidos sem permissão legal quando crianças.

21 Savage, considerado há muito tempo uma estrela de Atlanta, a capital do hip-hop, disse que tem poucas lembranças do Reino Unido e não o considera o seu lar. "Sou de Atlanta", afirmou.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.