null

Em plena segunda-feira num ambiente de semba, batuques, violas, pianos e muita cerveja Cristal, num ambiente descontraído que “o pai grande” do semba apresentou no famoso quintal do Gegé, Maculusso, o seu mais recente trabalho discográfico.

“O país em que nasceu meu pai”, terá 14 faixas musicais, daquelas que não fogem à regra do “sembista” que comemora 25 anos de carreira.

Para este álbum que homenageia seu falecido pai, Cabé, já foram gravados dois vídeos para a promoção. "A Carta", "Cara de Modona", "Trem da Cidade", "sou ninguém", "Mister Mouse", "Memória de café", "Me leva daqui" e "O país que nasceu meu pai" fazem parte desta nova obra discográfica.

Sua esposa, Irina, amigos pessoais e fãs não faltaram para antever algumas faixas que farão parte do novo trabalho que estará disponível no mês de Maio.

A plateia sugeria os títulos, Paulo com seus acompanhantes em palco, cantavam de bom agrado todas as “ketas”. Chico Santos, Jorge Mulemba, Pirica e alguns membros da Banda Maravilha fizeram acompanharam o grande Paulo Flores a alegrar o pessoal.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.