Com nove faixas, o disco resulta do trabalho feito pelo filho – e produtor - Adam Cohen, que, após a morte do pai, se “retirou para uma garagem convertida no seu quintal, ao fundo da rua onde vivia o seu pai, para voltar a trabalhar [com ele] e estar na companhia da sua voz”.

“Da sua colaboração anterior em ‘You Want It Darker’, existiam alguns esboços musicais, por vezes, pouco mais do que a parte vocal. Leonard pediu ao filho que concluísse essas letras”, pode ler-se no comunicado de setembro da Sony Music Portugal, que replicava o divulgado no ‘site’ oficial de Cohen.

Já conhecidos eram os temas “The Goal” e “Happens to the Heart”, ou até a canção que encerra o disco, “Listen to the Hummingbird”, que Leonard Cohen cantou numa conferência de imprensa em Los Angeles, semanas antes de morrer, e cuja gravação Adam Cohen recuperou.

A voz de Leonard Cohen nas oito canções anteriores foi gravada ao mesmo tempo que o disco que saiu pouco tempo antes de o cantor morrer, intitulado “You Want It Darker”, mas Adam Cohen rejeita, citado pelo The New York Times, que sejam considerados “lados B”.

“Thanks for the Dance” conta com as colaborações do espanhol Javier Mas, que acompanhou Cohen em palco nos últimos oito anos de concertos, para além de nomes como Damien Rice, Feist, Beck, Jennifer Warnes, Richard Reed Parry (dos Arcade Fire), Bryce Dessner (dos National), ou o pianista Dustin O’Halloran.

O disco tem ainda contributos dos coros Cantus Domus e Shaar Hashomayim, da Orquestra Stargaze, bem como de Patrick Watson como coprodutor de uma das canções. A mistura esteve a cargo de Michael Chaves.

No mês passado, chegou às livrarias portuguesas a biografia do músico Leonard Cohen escrita ainda em vida, com ajuda do 'cantautor', pela jornalista Sylvie Simmons, especializada na área musical, editada pela Tinta-da-China e ilustrada com fotografias e documentos.

Nascido em 1934, Leonard Cohen começou a carreira artística como escritor. Nos anos 1960, ainda antes de editar o álbum de estreia, "Songs of Leonard Cohen", publicou poesia e dois romances.

Em Portugal, estão editados esses romances iniciais, intitulados "O Jogo Favorito" (1963) e "Vencidos da Vida" (1966), o livro de poesia e desenhos "Livro do Desejo" e as antologias "Filhos da Neve" (Assírio & Alvim) e "Poemas e Canções".

"You Want it Darker", o último álbum lançado em vida, era já apresentado como uma autorreflexão sobre mortalidade, uma interrogação sobre a natureza do homem e de um Deus todo-poderoso.

No sábado, no começo do festival Porto/Post/Doc vai ser exibido, no teatro Rivoli, o filme “Marianne & Leonard: Words of Love”, de Nick Broomfield sobre a relação entre Cohen e a sua “musa” Marianne Ihlen.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.