Tina Turner, Queen, Neil Diamond, Hal Blaine, Emmylou Harris, Louis Jordan e The Meters vão ser homenageados com o prémio Lifetime Achievement Award na edição deste ano dos Grammys. A cerimónia está marcada para o próximo dia 28 de janeiro.

O galardão atribuído pela academia reconhece as carreiras mais influentes. Para Neil Portnow, presidente e CEO da Recording Academy, os homenageados deste ano "criaram ou contribuíram para algumas das gravações mais distintivas da história da música".

Em 2017, a lendária cantora norte-americana Nina Simone, os pioneiros do rock Velvet Underground e o grande nome do funk Sly Stone receberam um Grammy de carreira.

Ver artigo

Jay-Z, Kendrick Lamar e Bruno Mars seguem à frente na corrida da 60ª edição dos Grammy Awards, cuja cerimónia de entrega decorre a 28 de janeiro de 2018 no Madison Square Garden, em Nova Iorque.

Jay-Z soma oito nomeações, três delas das principais categorias: Álbum of do Ano ("4:44"), Gravação do Ano ("The Story of O.J.") e Canção do Ano ("4:44"). Kendrick Lamar segue-o de perto com sete nomeações, que também incluem a de Álbum do Ano ("Damn") e Gravação do Ano ("Humble"). Já Bruno Mars concorre em seis categorias, entre as quais a de Álbum do Ano ("24K Magic"), Gravação do Ano ("24K Magic") e Canção do Ano ("That's What I Like").

A categoria de Álbum do Ano conta ainda com "Melodrama", de Lorde, e "Awaken, My Love!", de Childish Gambino.

Da longa lista de 84 categorias, que abrangem diferentes géneros musicais, do jazz à música clássica, do gospel aos audiolivros, sobressaem as nomeações de dois músicos que já morreram - Chris Cornell e Leonard Cohen -, ambos indicados para o Grammy de Melhor Atuação Rock.