A live, transmitida ao vivo para milhares de telespectadores e internautas, serviu para angariar apoios para o artista, que há sete anos padece de uma doença de foro neurológico.

O show solidário teve a participação de vários artistas, em representação de diferentes gerações do género musical kuduro, que interpretaram temas clássicos do homenageado.

Tratou-se de uma tarde de alegria e nostalgia, que fez lembrar os momentos áureos do kuduro, género musical surgido em Angola no começo dos anos 90.

Além dos temas de Sebem, serviu para recordar velhos sucessos dos artistas convidados, produzidos no período de 1996 a 2019.

O espectáculo teve a participação dos kuduristas Katana, Rey Ta Nice, Agre G, Zoca Zoca, Fofandó, Bobany King, os Namaair, Puto Lilas e W king.

Sebem é um dos expoentes máximos do kuduro, juntamente com Tony Amado, com quem trabalhou na afirmação de um género musical que ganhou a lusofonia com a sua sonoridade.

Autor de vários temas clássicos, como "Felicidade", "Coveiro Filipado", "Bandeiroso", "Tua Boca é Esquadra", "Kandimba", "Macumba" e "Falta um Parafuso na Cabeça", Sebem inspirou dezenas de seguidores.

Liderou, com Tony Amado, uma geração de artistas que lutou pela afirmação do kuduro num contexto social complexo em Angola, da qual se destacam, também, Queima Bilhas, Virgílio Fire, Dj Manya, Dj Costelinha, Dog Murras, Nekaf Brothers, Camilo Travassos, Rey Ta Nice, Smal, Dj Nike e Rey Webba, Bruno de Castro, alem dos Radicais.

Além destes, emergiram outros nomes, como Dj Znobia, Salsicha e Vaca Louca, Katana, Come Todas, Fofando e Puto Saborosa, Noite e Dia e Puto Prata, Máquina do Inferno, Pai Disel, Bobany King, Os Lambas, Nacobeta, Puto Português, Caixa Baixa, Da Beleza, entre outros.

Grande parte destes artistas, inspulsionados por Sebem e Tony Amado, teve como produtores Camilo Macunje, Rey Webba, Dj Manya, DJ Costelinha, Calo Pascoal, DJ Nike, DJ Znobia, Mestre Ara, entre outros profissionais.

Ao longo de várias décadas, Sebem foi embaixador do kuduro, "rivalizando", em Angola e na disporá, com Tony Amado e Queima Bilhas.

O cantor iniciou-se no kuduro como animador de eventos, em festas e discotecas de Luanda, antes de chegar às paradas do sucesso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.