O músico angolano Waldemar Bastos passou quinta-feira, em Luanda , no palco do Cine Atlântico, o seu repertório, num evento enquadrado na programação do Festival Nacional de Cultura (Fencault 2014).

Durante o show de aproximadamante uma hora e meia, o músico não deixou os seus créditos em mãos alheias, proporcionado aos espectadores momentos de muita alegria, numa interação intensa com quem sabe de coro as letras das suas composições.

Falando aos presentes Waldemar Bastos agradeceu a oportunidade que lhe foi concedida para actuar mais uma vez nos palcos em Angola, comprometendo-se a dar sempre o melhor de sí em prol da música nacional.

Manifestou-se satisfeito com o regresso do Festival Nacional de Cultura (Fenacult ), apelando a participação massiva dos angolanos, por se tratar de uma festa popular.

O espectáculo ficou ainda marcado com a actuação do músico Vum Vum, residente a vários anos na Alemanha, e de Selda.

Waldemar dos Santos Alonso de Almeida Bastos, conhecido como Waldemar Bastos, nasceu em Mbanza Kongo, província do Zaire, a 4 de Janeiro de 1954.

Publicou vários CD, como “Estamos Juntos”, 1983,“Angola Minha Namorada”, 1989,”Pitanga Madura”, 1992, “Pretaluz”, 1997, “Pretaluz (blacklight) (Luaka Bop),“Renascence (World Connection)”, 2004, e “Love Is Blindness”, 2008.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.