É apontado como uma das figuras angolanas mais populares do momento, seja pelo conteúdo das músicas que canta, pelas revelações que faz, pelas polémicas que cria ou mesmo pelos vídeos que dia-a-dia vai partilhando com os seguidores. Disposto a dar resposta ao que muito se questiona, sem papas na língua, o cantor fez saber:

“O meu padrinho é um senhor muito discreto, não gosta mesmo de aparecer. É uma pessoa muito especial para mim, devo-lhe muito. Não posso adiantar o nome, só posso dizer que é uma grande figura da sociedade portuguesa. Mas isso não é tudo. Sempre fui muito bom gestor, tenho gado em Benguela e no Kwanza Norte, tenho lavras e microempresas.”

Pai de mais de quatro filhos e sempre disposto a ajudar quem precisa, conforme garantiu, Dabeleza disse acreditar que o dinheiro é uma faca de dois gumes e que traz muitos falsos amigos. Sobre as especulações acerca do uso de notas falsas, o mesmo afirmou que nunca chegou a ver uma nota falsa e que acredita no poder da polícia para averiguar e confirmar que é um homem de lei.

O nosso convidado de ‘A hora do Chá’, a nova rubrica do SAPO, aonde a celebridade tem a oportunidade para conversar, em tom descontraído e acompanhado de um pequeno almoço, sobre a sua vida profissional e pessoal.

Dabeleza aproveitou ainda o momento para agradecer a todos os que deram o seu contributo para que pudesse conquistar o prémio e realçou que tudo o que se ouve agora é somente ‘metade da metade’ do início da sua carreira.

“Só comecei a gastar agora a minha fortuna. Já gastei 1% de tudo o que tenho.  Estou intimado a gastar pelo menos 10% de tudo. A minha carreira só está no princípio. Vão ter que me engolir!”, finalizou o Artista Mais Popular da Internet.