O grupo, que entre sua programação de 2020 terá a série "Friends", anunciou a aquisição por cinco anos de 279 episódios de "A Teoria do Big Bang", cuja última temporada foi emitida em maio.

Segundo o jornal The Wall Street Journal, a subsidiária do operador de telecomunicações AT&T ofereceu cerca de 500 milhões de dólares. Procurada pela AFP, a WarnerMedia não quis comentar o valor.

"O facto de oferecermos [a série] pela primeira vez numa plataforma de streaming nos Estados Unidos é brilhante para a nossa nova oferta", afirmou Robert Greenblatt, presidente da WarnerMedia Entertainment, citado em comunicado.

Esta aquisição significa um novo episódio na batalha das plataformas de streaming de vídeo para ampliar os seus catálogos face a uma explosão da concorrência.

Na segunda-feira, a gigante do streaming Netflix anunciou a aquisição dos direitos para transmitir a sitcom "Seinfeld" a partir de 2021, depois de ter perdido os direitos de "Friends" e "The Office", as duas séries mais vistas na sua plataforma.

O novo serviço de streaming HBO Max, que será lançado no início de 2020, entrará num mercado já muito congestionado, que tem, além da Netflix, plataformas como a Hulu e a Amazon Prime Video, assim como as que a Disney, a NBC Universal e a Apple planeiam lançar em breve.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.