"A Guerra dos Tronos" tornou-se um fenómeno global, conquistando milhões de fãs e centenas de prémios. Porém, nem tudo correu da melhor forma no início da adaptação da saga de George R.R. Martin ao pequeno ecrã.

Todas as dificuldades, os desafios e histórias de bastidores vão ser reveladas, "sem censura", em "Fire Cannot Kill a Dragon", de James Hibberd, editor da Entertainment Weekly. O livro será lançado, na sua versão original, em inglês, no dia 6 de outubro e já se encontra em pré-venda online.

Segundo a publicação, o livro é o "primeiro relato dos bastidores" de "A Guerra dos Tronos", da HBO, do "início ao fim" da produção. "É um olhar sem censura de dentro da batalha de 15 anos para fazer a série", conta a EW, explicando que "Fire Cannot Kill a Dragon" contou com a participação dos criadores, do elenco e de toda a equipa que trabalhou na série.

"Ninguém sabia o que estava a fazer"

No primeiro capítulo do livro, revelado pela EW, Nikolaj Coster-Waldau (Jaime Lannister) recorda o episódio piloto da série da HBO. "Ninguém sabia o que estava a fazer ou o que diabos era aquilo. Durante a chegada do rei Robert, lembro-me de ter achado tudo ridículo", recordou.

Já Lena Headey (Cersei Lannister) lembra que a sua personagem parecia uma "Dolly Parton medieval" no episódio piloto.

Durante as gravações do piloto, a produção viajou até Marrocos e George R.R. Martin participou nas gravações. "Fui a Marrocos para o casamento de 'Dany' no primeiro piloto. Interpretei um nobre Pentoshi com extensões de barba e um chapéu enorme. Parecia uma idiota, mas foi divertido", confessou o autor da saga.

David Benioff, um dos criadores da série, recorda no livro que mostrou o episódio piloto à família. "Mostrei ao meu cunhado e à minha cunhada e apenas fiquei a observar as suas reações. Dava para perceber, pelas suas caras, que estavam entediados. Não foi nada que eles me disseram. Eles estavam a tentar ser simpáticos", contou.

Leia aqui o primeiro capítulo de "Fire Cannot Kill a Dragon", de James Hibberd.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.