Em declarações à Angop, Euclides da Lomba sublinhou que os angolanos estão profundamente satisfeitos por esse momento histórico conquistado com a indicação da cidade de M’Banza Kongo como Património Cultural Mundial.

"Temos que reconhecer o empenho de todos os quadros e técnicos do Ministério da Cultura, que de forma directa, desempenharam todo o seu saber para que fosse possível esta conquista, assim como todas as individualidades singulares nacionais e internacionais que durante muitos anos lutaram para que esse sonho fosse realidade e que hoje sem dúvida faz de Angola uma referência mundial", disse.