A Netflix decidiu dar uma prenda antecipada aos fãs de "Stranger Things" esta sexta-feira, 1 de dezembro. Nas redes sociais, o serviço de streaming confirmou oficialmente a terceira temporada da série que segue Eleven (Millie Bobby Brown), Dustin Henderson (Gaten Matarazzo), Mike Wheeler (Finn Wolfhard), Will (Noah Schnapp) e companhia.

Antes de anunciar a nova temporada da história dos irmãos Duffer, a Netflix fez uma pequena sondagem no Twitter. "Devemos fazer uma nova temporada de 'Stranger Things'?", questionou o serviço de streaming.  55% das mais de oito mil pessoas que participaram na votação disseram "sim".

Depois de questionarem os fãs, várias contas oficiais da Netflix confirmaram o regresso de "Stranger Things".

A conta no Twitter da Netflix Brasil decidiu anunciar de forma divertida a terceira temporada da série: "Agora é oficial: não precisam guardar o pisca-pisca depois do natal, porque vai haver terceira temporada de 'Stranger Things', sim".

A Netflix do Reino Unido deixou ainda uma aviso a quem escolheu a opção "não" na sondagem.

Para já, ainda não há previsão de estreia dos episódios da terceira temporada. Todos os capítulos anteriores de "Stranger Things" estão disponíveis na Netflix.

Criada pelos irmãos Duffer, a série de terror da década que decorre nos anos 1980 tornou-se num fenómeno de popularidade mundial.

O sucesso da segunda temporada

A segunda temporada da série chegou no final de outubro. Depois de um ano à espera para saber o que iria acontecer a Eleven (Millie Bobby Brown), Dustin Henderson (Gaten Matarazzo), Mike Wheeler (Finn Wolfhard), Will (Noah Schnapp) e companhia, os fãs de "Stranger Things" não perderam tempo e fizeram uma maratona pelos episódios da segunda temporada.

Segundo o The New York Times, a empresa Nielsen revelou pela primeira vez os dados sobre "Stranger Things" e os números confirmaram o que a indústria da televisão previa: a série original do serviço de streaming é um fenómeno de popularidade.

De acordo com os dados, apenas nos Estados Unidos, o primeiro episódio de "Stranger Things" foi visto por 15,8 milhões de pessoas nos primeiros três dias. A Nielsen revelou ainda que 361 mil pessoas viram os nove episódios nas primeiras 24 horas depois da estreia.

No total, segundo a Variety, nos E.U.A., a segunda temporada atingiu uma média de 8,8 milhões de telespectadores por episódio.

Mas o número de espectadores pode ser bem superior porque, segundo o The New York Times, o sistema de medição de audiências usado pela empresa não contabiliza visualizações em smartphones, tablets nem em computadores portáteis.

Além da lacuna do sistema, os números da Nielsen apenas têm em conta os utilizadores residentes nos Estados Unidos, sendo que a Netflix tem agora mais assinantes internacionais (52,7 milhões).

O serviço de streaming de vídeo recusou-se a confirmar os dados da Nielsen, frisando que os números foram superiores aos revelados.

De acordo com os dados da Nielsen, "Stranger Things" está ao nível de produções como "The Walking Dead" (a estreia da última temporada foi vista por 15 milhões de pessoas nos Estados Unidos) ou "A Guerra dos Tronos", cujo o episódio final da sétima temporada foi acompanhado por 14,8 milhões de espectadores.